<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=91554&amp;fmt=gif">

Na mídia

85% dos profissionais de RH não desempenham atividades consideradas estratégicas, aponta pesquisa

A pesquisa HR Trends foi realizada entre os meses de maio e junho de 2018 e contou com a participação de aproximadamente 500 profissionais de RH com cargos considerados estratégicos dentro das empresas. 81,4% dos respondentes são líderes ou gestores de RH. Durante a pesquisa, os participantes compartilharam suas percepções sobre o valor estratégico de 28 atividades de Recursos Humanos desempenhadas hoje no mercado brasileiro. A análise de dados permitiu a divisão das atividades em 3 pilares, sendo operacional, tático e estratégico.

Atividades como segurança e medicina do trabalho e folha de pagamento, foram consideradas operacionais. Já atividades como benefícios geniais (plano de saúde e odontológico, previdência privada, seguro de vida, incentivo acadêmicos, etc.), políticas de inclusão e diversidade, além de projetos sociais e de sustentabilidade foram classificadas como táticas para pelo menos 54,6% dos respondentes.

Apesar do conceito de RH estratégico estar em alta, muitos dos próprios profissionais de Recursos Humanos não acreditam que a área já tenha alcançado este patamar. Talvez porque atividades que poderiam ser consideradas operacionais ou táticas ainda são vistas como grandes desafios. Ou porque, a área, muitas vezes não possui clareza sobre a mensuração de seus resultados.

Ao menos 54,3% dos respondentes acreditam que as atividades do RH relacionadas a experiência e a motivação do colaborador, inovação e indicadores são de maior valor estratégico, uma vez que o RH consegue trabalhar em parceria com as áreas de negócio da companhia. Atração de talentos, cultura organizacional e treinamento e desenvolvimento foram os pontos mais citados como sendo estratégico.

85% dos profissionais entrevistados não desempenham por completo as atividades estratégicas que foram apontadas na pesquisa. “Através desse estudo é perceptível que as atividades táticas e operacionais já possuem uma cadeia estrutural formada, porém as estratégicas ainda apresentam uma baixa atuação nas companhias. Regras e padrões do mercado competitivo mudam rapidamente e não é fácil responder a estas mudanças com a mesma rapidez. Por isso, pesquisas dessa natureza norteiam os profissionais de RH e resultam em novos insights para este momento cercado de desafios”, comenta o Diretor de Marketing da ProPay S.A, Leonardo Albuquerque.
Categoria(s): Pesquisa de Mercado HR Trends

O papel do Blockchain no RH

Novas tecnologias não param de emergir e é impossível falar sobre essa questão sem apontar o blockchain – ferramenta embrionária no Brasil ainda mais quando se trata de Recursos Humanos. Poucos são os que conseguem relacionar seus conceitos às atividades e operações de RH.

Categoria(s): Tecnologia Blockchain

HR Hub: o novo RH no centro do debate

A primeira edição do evento abordou o presente, futuro e importantes parcerias internas com a área

Na última quarta-feira, 6, a ProPay promoveu o seu primeiro HR Hub – Conectando o RH com o futuro, evento que discutiu parcerias importantes do RH e o futuro da área, que teve correalização da Revista Melhor Gestão de Pessoas, e apoio da HSM – Management e Harvard Business Review Brasil.

O evento, que teve início às 8h30 e encerrou às 17h, foi realizado no WTC Events Center, em São Paulo, e contou com a presença de gestores e diretores de RH de grandes empresas no Brasil.

Categoria(s): Recursos Humanos HR Hub Employer Branding transformacao digital ProPay Employee Experience

Clínicas populares: o meio termo entre SUS e Plano de Saúde

De acordo com uma publicação do Ministério da Saúde, o propósito do SUS é ser "um sistema ímpar no mundo, que garante acesso integral, universal e igualitário à população brasileira, do simples atendimento ambulatorial aos transplantes de órgãos". Infelizmente não é bem assim que enxergamos esse modelo de saúde pública no Brasil.

Categoria(s): Planos de saúde SUS Clínicas populares Gestão de Benefícios

Medida Provisória 808/2017 Perde sua Validade

A Medida Provisória (MP) nº 808/2017, que ajustava diversos pontos da Lei nº 13.467/17 (reforma trabalhista) perde sua validade hoje (23/04). A MP já havia sido prorrogada e necessitava ser convertida em lei para não perder sua eficácia. No entanto, os tramites necessários não ocorreram em tempo hábil.