Gente&Conteúdo

25/10/2012

Treinamento Funcional aumenta a produtividade

A correria do dia a dia exige cada vez mais, além do equilíbrio mental uma boa preparação física.

Um novo conceito de treinamento vem tornando-se usual no Brasil. O chamado Treinamento Funcional é “uma prática utilizada por educadores físicos e fisioterapeutas, que visa melhorar a capacidade funcional do indivíduo por meio de exercícios que estimulam o corpo, proporcionando a melhora da consciência sinestésica e o controle corporal. Além disso, promove o equilíbrio muscular, diminuindo a incidência de lesões e aumentando a eficiência dos movimentos”, define o fisioterapeuta Thomaz Tinti.

Este treinamento realiza a convergência das habilidades biomotoras fundamentais do ser humano, utilizando o movimento humano como puxar, girar, empurrar, agachar, lançar, entre outros. No âmbito da fisioterapia, além de aumentar a qualidade de vida e preparar o indivíduo para suas atividades cotidianas, o Treinamento Funcional ainda auxilia no término de tratamentos fisioterapêuticos convencionais sendo utilizado para melhorar o desempenho e resgatar o ânimo para as tarefas habituais.

Os benefícios desta prática são inúmeros, segundo Tinti, “o Treinamento Funcional proporciona melhora nas atividades individuais de cada pessoa, sendo ela uma simples atividade diária ou até mesmo o aperfeiçoamento de um atleta de alto rendimento, podendo ser praticado por qualquer idade”. Seus principais exercícios são: extensores de quadril, estabilização do tronco e dos ombros, podendo ser aplicado com acessórios como a bola suíça. A prática geralmente ocorre em academias, em clínicas de fisioterapia, mas há quem os pratique em casa com a orientação de um profissional.

Apesar dos benefícios, o treinamento funcional ainda não está tão presente nas empresas, ele perde em disparada para a ginástica laboral, que é uma atividade mais voltada para exercícios globais como: alongamento, relaxamento e fortalecimento, não trabalhando especificamente a funcionalidade do profissional.

Treinamento Funcional e as empresas

Adotar a prática do Treinamento Funcional dentro das empresas desenvolveria ainda mais o equilíbrio funcional dos profissionais. “Além de diminuir o numero de lesões com a prática o desempenho dos profissionais poderá ser potencializado com os benefícios ocasionados pela atividade física, como disposição, bom humor, diminuição do estresse, risco de ansiedade e depressão, maior interação social, imagem corporal” sugere o fisioterapeuta.

Automaticamente, a organização desfruta dos benefícios atingidos do que dos custos. Ainda segundo Tinti, “o tratamento de doenças já está ultrapassado, perdeu lugar para promoção e a prevenção da saúde. No caso da fisioterapia, se torna mais fácil prevenir lesões do que propriamente tratá-las e mesmo após o tratamento, será necessário fazer com que o paciente volte as suas atividades, e o treinamento funcional proporciona exatamente isto”.
 
*Equipe de conteúdo ProPay.

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

America Sidel Nidera Pamcary Soter Canal Rural Decathlon Grupo Libra Grupo Flytour Sabó DeVry Brasil Crown Alphaprint Lachmann Covidien
http://www.propay.com.br/