Gente&Conteúdo

13/09/2012

Remédio de graça? RH oriente seus profissionais

No Brasil existem leis que garantem a distribuição de medicação gratuita para portadores de determinadas doenças. Os remédios de distribuição pública são classificados em 3 tipos: básico (para tratar diabetes, hipertensão e outras doenças crônicas, porém comuns), estratégico (tratamento de hanseníase, AIDS, tuberculose, entre outros) e o especializado (quando necessária medicação considerada de alto custo para o tratamento de doenças mais complexas como o câncer).

Todos os cidadãos, principalmente aqueles que não possuem aquisição financeira suficiente para adquirir remédios para o tratamentos dessas doenças, podem fazer a retirada dos mesmos através do Sistema Único de Saúde (SUS) a rede pública de saúde brasileira. O SUS disponibiliza uma lista com cerca de 810 medicamentos distribuídos gratuitamente em todo o país.

Remédios de alto custo
Para conseguir remédios de alto custo ou dispensação excepcional, a pessoa deve primeiramente estar cadastrada no SUS e ter em mãos sua carteirinha. Além disso, precisa estar munida de um laudo médico com a descrição da doença além da receita com a prescrição dos remédios. Com a carteirinha e o laudo em mãos a indicação é ir a uma das unidades responsáveis pelo remédio de alto custo, você pode se informar sobre essas unidades com o próprio médico com quem se consultou.

Feita a solicitação dos remédios, um protocolo será gerado e este é a comprovação de que o pedido foi realizado. Em caso da solicitação ser reprovada, o que pode acontecer, você deverá utilizar o protocolo de requerimento em uma ação na justiça para tentar reverter o pedido negado.Se tudo ocorrer dentro das conformidades, o remédio solicitado chegará à Unidade de Saúde mais próxima da sua casa e essas informações você irá receber através de um telegrama.

Remédio em casa
Além de  fazer a solicitação de remédios gratuitos e retirar nas Unidades de Saúde, a Secretária Municipal da Saúde de São Paulo também criou em 2012 o programa “Remédio em Casa” que objetiva conceder atendimento contínuo a população para manter Diabetes e Hipertensão controlados através de remédios (exceto insulina) e acompanhamento médico. O programa entrega na casa do paciente remédios suficientes para serem utilizados no período de 3 meses.

Para participar do programa é necessário se cadastrar em uma Unidade Básica de Saúde e passar por duas consultas médicas consecutivas em um intervalo mínimo de 30 dias. Se for constatado um quadro clínico estável, o paciente passa a receber os medicamentos  pelos Correios.

Ainda para ampliar o acesso a medicamentos o governo federal criou o Programa Farmácia Popular que possui uma rede própria de farmácias que oferecem medicamento com até 90% de desconto mediante apresentação de receita médica CPF e documento com foto.    Saiba mais sobre Farmácia Popular 

*Equipe de conteúdo ProPay

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Grupo Flytour Rocket Lachmann Sabó Diversey ESPRO Nidera Soter Sidel DeVry Brasil Decathlon Mercedes Benz Damásio Valeo America
http://www.propay.com.br/