Gente&Conteúdo

24/04/2013

Médicos de SP suspendem atendimento a planos na 5ª feira

 

Os médicos do Estado de São Paulo programam para a próxima quinta-feira, 25, a suspensão do atendimento a pacientes de todos os planos de saúde. A decisão, anunciada pela Associação Paulista de Medicina (APM), é uma forma de protesto dos profissionais contra as empresas de saúde. Apenas os casos de emergências serão atendidos. Ainda segundo a APM, médicos de todo o País realizarão, na mesma data, o "Dia Nacional de Alerta aos Planos de Saúde".

"A ideia é tornar pública a insatisfação com as inaceitáveis e recorrentes interferências das empresas no exercício da medicina, reivindicar honorários justos e, especialmente, exigir condições adequadas para uma assistência de qualidade aos pacientes", diz a entidade. Os médicos pretendem ocupar a Avenida Paulista, em São Paulo, na manhã de quinta-feira.

Insatisfação em números
Mais de 80% dos médicos, dentistas e fisioterapeutas conveniados a planos e seguros de saúde afirmaram que já se descredenciaram ou que pretendem se descredenciar das empresas. É o que revela pesquisa inédita da Associação divulgada nesta terça-feira, 23. O estudo ouviu mais de 5 mil profissionais das três áreas, entre os dias 3 e 14 de abril. 

De acordo com a pesquisa, os profissionais das três áreas afirmam que "um grande número de pacientes de planos de saúde tem recorrido ao SUS e ao atendimento privado em função de obstáculos colocados pelas empresas". Entre os problemas destacados estão a restrição a execução de procedimentos de alta complexidade e a pressão para reduzir o número de solicitações de exames considerados essenciais. 

Além disso, eles reclamam da dificuldade em receber pelos serviços prestados e informaram que 97% dos cirurgiões-dentistas e 98% dos médicos e fisioterapeutas estão insatisfeitos com a sua remuneração. Os reajustes das categorias também foram alvo de contestações. 

Quando perguntados se consideravam os planos para os quais trabalhavam bons ou ótimos, apenas 6% dos médicos e 3% dos dentistas qualificaram as empresas positivamente. Entre todos os fisioterapeutas entrevistados, nenhum considerou o seguro de saúde como bom ou ótimo.

*Gabriela Vieira | Agência Estado.
Esta notícia foi publicada em 23 de abril de 2013

 

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Par Corretora de Seguros ESPRO Diversey DeVry Brasil Alphaprint GS1 Covidien Decathlon Nidera Damásio Grupo Flytour Brasil Máquinas Soter Lachmann Canal Rural
http://www.propay.com.br/