Gente&Conteúdo

27/09/2012

Colesterol

Colesterol é um tipo de gordura presente em nosso organismo e é usado para produzir vitamina D, hormônios e ácido biliares que contribuem na digestão de gorduras. O fígado é responsável por produzir o colesterol que o nosso organismo precisa através do consumo de alimentos como carnes, alguns derivados do leite e ovos.

Apesar de o colesterol ser único, ele recebe outras denominações devido a forma como ele se desloca no organismo e as substâncias com as quais ele se mistura formando diferentes tipos de Lipoproteínas. Suas variações são o LDL, popularmente conhecido como “ruim”, e o Colesterol HDL, que é chamado de “bom”. Porém ainda pairam dúvidas a respeito do verdadeiro conceito do colesterol bom, ruim e as suas diferenças.

Colesterol LDL – Ruim

O LDL, Lipoproteína de Baixa Densidade é considerado ruim, pois quando está alto produz o acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos deixando-os mais estreitos e dificultando o fluxo do sangue, desta forma podendo provocar doenças cardiovasculares.

Não há nenhum sintoma evidente para que se constate o colesterol alto, no entanto aqueles que mantêm uma dieta desordenada com bastante açúcar, sal, refrigerante, ou ainda aqueles que são obesos, podem e devem desconfiar do seu colesterol LDL. Para comprovar a doença, é recomendado que se realize exames de sangue a cada 5 anos ou para aqueles que já sabem da existência a cada 1 ano para acompanhar os níveis do colesterol.

O mais indicado é manter o LDL sempre abaixo de 100g/dl, para que isto aconteça as recomendações são as mais comuns possíveis: pratique atividades físicas com regularidade e tenha uma dieta rica em frutas, verduras e legumes, e principalmente alimentos que são fonte de ômega 3,6 e 9.

Colesterol HDL – Bom

O HDL, Lipoproteína de Baixa Densidade é chamado de bom porque ele impede o desenvolvimento do colesterol ruim. Ao contrário do LDL, o HDL é considerado ruim quando seus níveis estão baixos, porém a dieta que leva o colesterol bom ficar baixo é a mesma que ocasiona o colesterol ruim, desta forma sendo necessário de uma forma ou de outra a prática de exercícios físicos e uma boa alimentação.

Os ácidos graxos monoinsaturados e os poliinsaturados são componentes orgânicos considerados “gorduras boas”, e por isso devem ser consumidos. Eles são encontrados nos alimentos ricos em ômega 3, 6 e 9, como as castanhas, nozes, peixes e em diversos óleos vegetais como o de milho de soja e de girassol.

Por que controlar?

Um estudo realizado pela OMS em 2011 alerta sobre a importância do tratamento em pessoas que possuem o colesterol LDL alto.  De acordo com o estudo, a maioria dos pacientes não recebe orientação médica para reduzir o risco de doenças como o infarto e o derrame.

Ainda segundo a pesquisa, reduzir os níveis de colesterol é uma das estratégias centrais para reverter o alto índice de óbitos por doenças cardiovasculares que no ano de 2005 obteve um dos piores resultados: 18 milhões de óbitos em todo o mundo. Em decorrência disso, a OMS traçou a finalidade global de reduzir as mortes por doenças crônicas em 2% ao ano em até 2015.

*Equipe de conteúdo ProPay

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Crown Alphaprint Rocket Covidien Canal Rural Sidel Diversey ESPRO Damásio Valeo Grupo Libra DeVry Brasil Sabó Grupo Flytour Brasil Máquinas
http://www.propay.com.br/