<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=91554&amp;fmt=gif">

Inteligência emocional: 3 dicas para isolamento social

Inteligência emocional significa o uso equilibrado e consciente de suas emoções. Pessoas com a inteligência emocional elevada, possuem habilidades técnicas que aumentam sua performance no trabalho, além de ter destaques positivos no âmbito pessoal e familiar.

Antigamente a inteligência mais valorizada sempre foi a intelectual. As pessoas eram julgadas (para conseguir um emprego por exemplo) por suas habilidades técnicas. Com a transformação digital – e a enxurrada de ferramentas tecnológicas disponíveis – o cenário atual, tem sido marcado pelo imediatismo, pela ansiedade, pela busca insana por lucros e resultados, entre outros pontos, a inteligência emocional passou a ser considerada um aspecto valiosíssimo em todos os âmbitos da vida.

Esse tipo de inteligência ajuda a construir relacionamentos mais fortes, ter sucesso para alcançar objetivos pessoais e de carreira. Também pode ajudar a se conectar com seus sentimentos, transformando você em uma pessoa com um perfil mais proativo e com sabedoria para tomar decisões baseada naquilo que é mais importante para você.

Hoje em dia, a inteligência emocional é considerada uma peça-chave para que fiquemos menos vulneráveis aos problemas que surgem no dia a dia. A psicologia encara a Inteligência emocional, como uma atuante na fonte de bem-estar em momentos de crise. É uma ferramenta que consegue administrar emoções, enfoques de pensamento, dimensões como a esperança e inclusive interfere nas nossas relações sociais.

3 dicas para ter inteligência emocional durante isolamento social

Sobreviver a uma pandemia no sentido físico, não significa que a pessoa não terá danos no sentido psicológico. Exatamente por isso, precisamos cuidar do nosso corpo, e esses cuidados precisam começar por dentro. Vamos as dicas para ter inteligência emocional nesse período:

shutterstock_671483350

Autoconsciência

Ter autoconsciência é o grande fundamento da inteligência emocional. A autoconsciência significa ter controle das emoções, entender suas limitações e o quanto isso impacta na vida pessoal e profissional. Para desenvolver autoconsciência é preciso treinar a capacidade de olhar para si mesmo com honestidade e isenção, sem julgamentos ou críticas, é a capacidade de se reconhecer por inteiro.

Foco no presente

O que ajuda muito a manter as coisas mais leves é pensar no aqui e o agora. Na maior parte do tempo, costumamos a pensar muito no passado ou só projetar o futuro, isso porque estamos acostumados a treinar a nossa mente assim. Agora é preciso nos acostumar com hábitos mentais novos.

O desafio será pensar no presente. Um bom treino para isso, é prestar atenção em pequenas coisas como, você se olhando no espelho ou sua respiração, isso ajudará na prática da inteligência emocional. Lembre-se, como qualquer coisa que você comece a treinar, o começo é difícil, portanto, não desista!

Autocontrole

Ter autocontrole significa que conseguimos, de uma certa forma, lidar com negatividade e medos constantes, além de afastar pensamentos ruins, o que são muito comuns em um confinamento. Neste momento é importante detectar essas emoções mais adversas e evitar que elas se intensifiquem e acabem prejudicando a nossa mente.

O cérebro e seus mecanismos são os responsáveis por ativar o medo e a ansiedade, o que podemos fazer para evitar isso por exemplo, é tentar não consumir informações sobre determinado assunto que nos causa a sensação ruim. Mais uma vez é uma questão de treino. Precisamos pensar em coisas boas e tentar se distrair com coisas que provocam sensação de bem-estar, como uma conversa informal com amigos, por exemplo.

shutterstock_336381740

A gestão das emoções em tempos de pandemia implica cuidar dos nossos laços sociais, estejam eles próximos ou distantes.

Manter a conversa em dia com familiares e pessoas queridas ajuda bastante. Tirar suas dúvidas e falar sobre seus anseios com relação ao trabalho com o gestor da sua equipe ou o RH, também implica na nossa produtividade e a maneira que encaramos os problemas existentes.

Trabalhe os pilares citados acima e terá um grande êxito quando o assunto é inteligência emocional!

Topics: Gestão de Pessoas Desafio do RH