<img height="1" width="1" style="display:none" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=91554&amp;fmt=gif">

Home Office: você deve adotar ou não?

O Home Office é uma tendência do mercado corporativo. Existem vantagens e desvantagens, além de um grande desafio para os gestores. Leia mais no Blog.

Cada dia mais as relações de trabalho se transformam.

Para acompanhar esse cenário de mutações o RH também precisa mudar.

Cada vez mais surge a necessidade de gerenciar equipes que não trabalham juntas na mesma sala ou prédio.

Desta forma, tem se tornado comum que o RH esteja recrutando e administrando equipes que trabalham em modelos diferentes, como on-line, home office, ou até mesmo trabalhando em outros países.

propay-folha-e-beneficios

Discutindo o Home Office

A flexibilidade dos modelos de trabalho ganhou forma e sofreu tantas alterações, que foram estabelecidos pontos na reforma trabalhista que trataram disso como por exemplo o remanejamento de horas de serviço, teletrabalho, trabalho intermitente, entre outros.

shutterstock_624682826

Para acompanhar essas tendências de mercado, o RH precisa se movimentar e se reestruturar para atender as novas demandas.

Uma área de RH flexível, consegue gerenciar outras áreas com equipes também flexíveis, por isso é um skill importante.

Trabalho Home office

Pensando no cenário mais comum que o RH precisa lidar, a Propay conduziu uma pesquisa mapeando todo o atual momento dos principais benefícios corporativos que ajudam a compor um plano sólido para a área de Recursos Humanos.

Segundo a pesquisa HR Trends – Benefícios Corporativos, 1% dos respondentes oferecem o home office aos seus funcionários e 18% possuem o interesse de implementar nos próximos dois anos.

O home office possibilita diversas vantagens, como os ganhos com relação ao tempo, já que não é preciso desperdiçá-lo no trânsito com o trajeto de casa para o serviço e vice-versa.

Este período, para quem trabalha em casa, acaba se transformando em tempo extra para trabalhar ou até mesmo dedicar a atividades pessoais.

software-de-folha-de-pagamento

Home Office & redução de custos

A redução de gastos também é um ponto considerável, já que é possível fazer as refeições em sua própria casa, além é claro de não precisar gastar com combustível.

Maior independência e autonomia no exercício das atividades também são pontos positivos desse benefício.

Apesar do termo ser home office não necessariamente precisa ser realizado em casa.

Ele pode ser realizado em espaços como cafés, parques, ou qualquer outro espaço que seja viável para o colaborador.

Os benefícios são inúmeros, mas também há um lado de desvantagens:

  • Falta de convívio e de uma rotina com os colegas o que pode acarretar numa disfunção emocional;

  • Aumento da carga de atividades e trabalho estendido além do horário habitual;

  • Falta de organização e a permissão de interferências de externas em seu trabalho, ex: visitas no horário de trabalho, compromissos de outras naturezas, etc;

Desafio de gestão para Gestores

terceirizacao-rh-operacional

É um grande desafio para os gestores cuidar de uma equipe que possui regime home office, isso porque o trabalho não pode ser acompanhado de perto.

Por isso é necessário estabelecer uma rotina de reuniões, conversas por videoconferência, e outros tipos de contato. É importante que sejam construídos laços entre os funcionários, apesar da distância.

Outro ponto que precisa de atenção são os gastos do colaborador. Tudo deve ser repassado ao gestor, já que esses custos são de responsabilidade da empresa.

Os custos mais comuns são: equipamentos eletrônicos (notebooks, celulares), energia elétrica e internet.

O regime home office pode trazer muitos benefícios e deve ser analisado para ver se encaixa no perfil da empresa e dos cargos.

As experiências podem ser bastante satisfatórias e potencializar os resultados da empresa.

Saiba mais sobre tendências, acompanhando o Blog Propay.

beneficios-para-colaborador

 

Topics: RH Estratégico