<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=91554&amp;fmt=gif">

8 características que todo profissional de RH de sucesso precisa ter

shutterstock_234232780 (002)

Por mais que a tecnologia tenha invadido todas as áreas de atuação, o bem mais valioso das organizações continua sendo as pessoas. Afinal são as pessoas que fazem as análises sobre como o mercado está mudando, criam estratégias com base nessas análises e as traduzem para uma realidade operacional.

Se as pessoas não executarem bem, a empresa nunca realizará o seu negócio. Portanto, hoje mais do que nunca, as empresas entendem o quanto é importante investir em seu capital humano, desenvolvendo e potencializando cada vez mais sua performance.

A área de RH, que viu suas atividades se transformarem a cada dia, do operacional para a estratégico, é a responsável por manter os profissionais trabalhando da melhor forma possível.

Para isso, o profissional de RH deverá ter algumas competências básicas para conseguir atrair e reter talentos, além de gerir pessoas durante toda a sua passagem pelo ambiente corporativo, de modo a tornar-se um profissional protagonista.

Segundo Davi Ulrich, um dos maiores especialistas em liderança e gestão de pessoas do mundo, as competências básicas que um profissional de RH de sucesso deve ter são::

1 - Ter visão de Negócio

É necessário entender do negócio de sua organização. É preciso conhecer as questões-chave que estão por trás da estratégia de sua empresa e para onde ela deseja ir.

Como sua empresa está posicionada no ambiente empresarial, incluindo suas oportunidades e ameaças, suas vantagens e desvantagens. O conhecimento do negócio será essencial para o RH buscar as pessoas certas para executar a estratégia da empresa. Deve garantir a definição de uma estrutura organizacional que conduza a empresa a alcançar a sua visão, sempre com foco na excelência de seu capital humano.

Deve garantir que as lideranças tenham senioridade para conduzir suas esquipes no ambiente. Para garantir isso RH deve coletar constantemente informações sobre a performance dos indivíduos e ter políticas para atrair e reter talentos, promovendo o desenvolvimento dos profissionais.

CTA-Acesse o Guia do Planejamento Estratégico

2 - Conhecer as diferentes áreas da empresa

É necessário compreender o funcionamento e a finalidade de todos os setores que compõem uma organização (finanças, marketing, tecnologia, operações, serviços, logística, vendas para que possa propor e debater soluções para quaisquer problemas que possam surgir.

3 - Domínio dos processos RH

Você tem que conhecer a finalidade e a operacionalização de todos os processos e práticas de RH (seleção, treinamento e desenvolvimento, avaliação de desempenho, plano de sucessão e carreira, assessment, trilha de desenvolvimento, PDI, etc) para conseguir ser um profissional de RH de sucesso.

4 - Gestão de processos de mudanças

É preciso aprender como fazer as coisas acontecerem. Nos dias de hoje as mudanças ganharam um ritmo alucinante e vertiginoso. Empresas vencedoras aprenderam a reagir as inovações e a se adaptarem. Empresas perdedoras vão gastar seu tempo lutando contra ou tentando dominar a mudança.

Ser capaz de planejar processos de mudança tanto para iniciativas de RH (por exemplo a implantação de remuneração variável) quanto para os negócios (por exemplo implementar o processo de certificação da ISO) é sempre um desafio. É preciso saber agregar valor aos processos de mudanças e apresentar os ganhos ao enfrentar o desconforto de sair de zonas de conforto.

CTA-Acesse o Guia do Planejamento Estratégico

5 - Criar e manter culturas e locais de trabalho que assegurem a sustentabilidade da empresa

É preciso manter a cultura e valores da organização ao mesmo tempo que arquitetar e criar novos valores que aumentem o capital intelectual e assegurem uma capacidade sustentável.

O DNA da empresa também é superimportante, responsável pela sua diferenciação no mercado em que atua, e introduzir novos valores que garantam a sua sustentabilidade em seu mercado.

6 - Ter credibilidade pessoal

Um profissional de RH de sucesso deve demonstrar os valores da organização e mantenham relacionamentos de confiança com todos os profissionais, parceiros e fornecedores. Ter credibilidade é ser imparcial nas relações, tomando e assumindo decisões difíceis, seja para atrair ou reter talentos ou quem sabe ainda promover um programa de gestão de capital humano.

RH

7 - Garantir o comprometimento dos profissionais

As empresas não se sustentam e não prosperam se seus colaboradores não estiverem comprometidos. Funcionários que são reconhecidos e valorizados compartilham ideias, trabalham com maior rigor e se relacionam melhor com os clientes.

O profissional de RH deve focar no empoderamento do seu quadro de profissionais, criando oportunidades de crescimento e desenvolvimento. Seus aliados devem ser as lideranças da empresa, mas para isso elas devem ser preparadas para agirem como facilitadoras e apoiadoras de RH no processo de desenvolvimento e motivação de seus profissionais.

Segundo Dave Ulrich essas são competências básicas para que os profissionais de RH se tornem protagonistas da estratégia da empresa. Para tomar decisões estratégicas que podem alterar os rumos da empresa devem ter competência e preparo. Porém, somente ter uma bagagem profissional com essas competências não é suficiente.

8 - Proatividade e atitude

Um bom profissional de RH tem que adotar uma atitude de enfrentamento e de desafio frente aos gerentes da empresa no tocante as questões essenciais e estratégicas, garantindo escolhas corretadas e fundamentadas. Transforme o conhecimento em ação, investindo em práticas que garantam resultados para o negócio.

Por exemplo: ter autodeterminação de desenhar e aplicar toda uma tabela salarial que esteja compatível ou um pouco acima do mercado para estancar evasão de profissionais da empresa.

Profissionais de RH com atitude e competência tomam decisões acertadas e têm ousadia de investir em práticas que garantam resultados. Sua credibilidade fica atestada em suas ações, na qualidade do seu relacionamento com todos os gestores e profissionais da empresa sem discriminação alguma.

Só a competência (bagagem técnica) sem uma atitude (ação efetiva) mantém o profissional de RH como um técnico especialista sem influência nos rumos da empresa. Ter a atitude sem ter competência é agir com arrogância, ambiguidade, dependência e bajulação.

As competências do profissional precisam embasar sua atitude, desta forma o profissional terá a credibilidade que necessita pois os outros profissionais terão confiança em suas recomendações porque suas ideias são embasadas e tem argumentos fundamentais.

Competência e atitude garantem um posicionamento estratégico para o profissional de RH pois trarão resultados e valor ao negócio da empresa.

*Conteúdo produzido pela Ohl Braga

CTA-Acesse o Guia do Planejamento Estratégico

 

 

Topics: Gestão de Talentos