<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=91554&amp;fmt=gif">

6 dicas para fazer bom uso do plano de saúde corporativo

Já vimos aqui no Blog ProPay o que significa sinistralidade. Cada ocorrência que leva a um acionamento do Plano de Saúde (seja consultas, exames ou qualquer outro tipo de utilização) é chamada de “sinistro”.  Naturalmente é um evento que gera custos. 

Mas há maneiras de minimizar gastos excessivos. Controlar os custos relacionados à saúde requer um olhar holístico e bastante atento, não só ao que é contratado, mas ao comportamento do usuário e dos prestadores de serviço.

Categoria(s): Plano de Saúde

6 fatores que aumentam a sinistralidade do plano de saúde

Muitos fatores ambientais e circunstanciais podem estar relacionados ao mau uso do plano de saúde. O planejamento de aquisição deste serviço (plano de saúde corporativo) pode influenciar pesadamente os custos assumidos pela empresa.

Categoria(s): Plano de Saúde

Despesas com plano de saúde: por que não param de crescer?

Ao longo dos últimos quinze anos, despesas  com a saúde não param de crescer, chegando a ser três vezes maior que o custo de vida médio no país: em 2017, por exemplo, os custos com a saúde subiu 11.05%, maior alta desde 2001, contra 6.29% da inflação medida pelo IPCA.

Categoria(s): Gestão de Benefícios Plano de Saúde

eSocial sofrerá mudanças no ano que vem

O eSocial só funcionará até janeiro de 2019. Essa foi a confirmação dada pelos secretários especiais do Ministério da Economia Rogério Marinho (Previdência e Trabalho) e Carlos da Costa (Produtividade, Emprego e Competitividade) e pelo relator da MP (Medida Provisória) da Liberdade Econômica no Congresso, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS). Também foi anunciado que o eSocial será substituído por dois sistemas: um da Receita Federal e outro de Trabalho e Previdência.

Categoria(s): Legislação Trabalhista

Humanos Digitais: Flexible Work Schedule

Os modelos de trabalho têm sofrido grandes transformações neste século. Um exemplo é a Gig Economy, é a economia alternativa que consiste em pessoas que possuem um trabalho alternativo e com maior flexibilidade para cumprir sua carga horário, quando existente, do jeito que quiser.

Categoria(s): Qualidade de Vida