Cases

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Atos

A Atos, multinacional francesa presente em 47 países, é uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação do mundo. Somente no Brasil, emprega cerca de 1600 profissionais. Com uma base global de clientes, entrega serviços de Consultoria e Tecnologia, Integração de Sistemas, Serviços Gerenciados, BPO e, por meio da subsidiária Worldline, atua também com serviços transacionais. 

Cenário

A Atos havia acabado de realizar uma grande aquisição. Em um negócio global, comprou a Siemens IT para aumentar sua participação em vários mercados estratégicos para a companhia.

“A empresa vinha passando por mudanças desde 2012, atuando fortemente na redução de custos. Por isso, tivemos que propor mudanças quanto a remuneração dos funcionários. Entre elas, diversas harmonizações nos benefícios indiretos, como é o caso do plano de saúde ”, conta Marcelo Barros, responsável pela área de Remuneração e Benefícios. 

Segundo Barros, a inflação e os sindicatos também contribuíram para esta decisão. “Os sinais de crescimento acelerado da inflação - que nos últimos meses acumulou alta de 6,59%, acima do teto da meta, segundo o IBGE – e a forte pressão dos sindicatos quanto ao reajuste salarial compulsório, inibiram qualquer tipo de aumento voluntário da empresa, fazendo com que nós pensássemos em alternativas diferentes”. 

Por esta razão, o RH decidiu oferecer o plano de Medicina de Grupo (estrutura de atendimento composta por serviços próprios e credenciados pela empresa) a seus funcionários. Porém, após uma pesquisa interna realizada com eles, percebeu-se que a maioria não estava satisfeita com a modalidade escolhida. “O Great Place to Work realizou uma pesquisa de clima e uma das insatisfações mais citadas foi em relação ao plano de saúde. Este resultado nos fez repensar nossas estratégias e tomar outra decisão. Procurar a opinião de um especialista”, diz o executivo. 

Foi quando, em agosto de 2013, a Atos escolheu a ProPay para avaliar e propor estratégias de otimização do plano, além de contribuir para o processo de implantação e migração com tranquilidade ante os colaboradores. Optou-se então pela troca do plano de saúde para um seguro saúde.

Desafios

“Entendemos que a Medicina de Grupo era uma fraqueza competitiva. Olhamos nosso mercado e percebemos que 75% das empresas tinham como benefício as duas maiores seguradoras. Foi então que concluímos que deveríamos fazer este investimento”, conta Barros. 

Todo o estudo foi conduzido pela ProPay, a fim de que a melhor opção fosse desenhada para a Atos. “Por isso, remanejamos os processos, redesenhamos a estratégia e, mesmo tendo um aumento nos custos, foi a melhor escolha”, afirma o executivo. 

De acordo com Barros, a mudança tem sido bem recebida, com o aumento da rede credenciada e do maior poder de escolha que os colaboradores passaram a ter. “Um bom seguro saúde contribui para a atração e retenção dos colaboradores. Com este novo modelo e o apoio da ProPay estamos muito mais competitivos”, afirma Marcelo Barros.

Resultados

Após a mudança, aérea de Recursos Humanos constatou um feeling positivo por parte dos colaboradores. Com um investimento na nova estrutura de Medicina em Grupo, a satisfação entre os funcionários da Atos ficou perceptível.

Sobre a ProPay

Fundada em 1999, a ProPay é especializada no segmento de BPO (Business Process Outsourcing). Realiza Administração de Pessoal, Folha de Pagamento, Consultoria e Gestão de Benefícios. Liderada pelo CEO Patrick Morin e grande elenco de executivos conceituados, anualmente apresenta crescimento expressivo em sua receita e coleciona algumas premiações significativas no mercado de RH.

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Pamcary America Grupo Flytour Valeo Grupo Libra Soter DeVry Brasil Brasil Máquinas Sabó Sidel Canal Rural Crown Diversey Par Corretora de Seguros Rocket
http://www.propay.com.br/