Gente&Conteúdo

05/08/2015

Sofrendo por voltar ao trabalho? 5 dicas para evitar a depressão pós-férias

Julho chegou ao fim e, com ele, as férias de trabalhadores que preferem tirar o período de descanso junto com o recesso escolar, para acompanhar os filhos. Não é raro, porém, que a volta à labuta gere incômodo -como frustração, desmotivação e tristeza- o que ficou conhecido popularmente como depressão pós-férias.

Para Cleverson Pereira de Almeida, professor de psicologia do trabalho da Universidade Mackenzie, esse desconforto está ligado a algum tipo de insatisfação profissional, podendo ser com a empresa, com o ambiente de trabalho ou com a própria carreira.

"O problema não está nas férias, via de regra. Está no contexto do trabalho", afirma. Para o professor, quem está satisfeito com sua vida profissional, não sente a depressão pós-férias. Pelo contrário, vai voltar motivado.

Foi o que percebeu Jaques Grinberg Costa, 38. Ele deixou o cargo de presidente de uma empresa de informática em setembro de 2013, depois de passar as férias em um cruzeiro pela Europa com a mulher.

"Quando voltei, tive depressão pós-férias pela primeira vez na vida. Pedi as contas em menos de uma semana e fui montar minha empresa. Recomecei do zero", conta. "Descobri naquelas férias que o salário não era o mais importante na minha vida." Hoje, Costa também é coach.

Como nem sempre é possível largar o próprio emprego ou mudar radicalmente a carreira, Jaques Grinberg Costa lista cinco dicas que podem ajudar a superar a depressão pós-férias.

1. Não deixe nada por fazer

A preparação para evitar o desconforto começa antes de sair de férias. Tente não deixar nenhuma ponta solta, projeto inacabado ou tarefa por fazer.

Essa ideia de que deixou coisas em aberto gera ansiedade, principalmente quando não avisou colegas e chefes sobre isso, levando ao medo de "ser pego".

2. Faça o planejamento financeiro

As férias geram gastos específicos e, muitas vezes, altos. Faça o planejamento financeiro para que as atividades, como viagens, não extrapolem o orçamento.

Voltar para o trabalho e ficar preocupado com as contas que ainda têm de pagar não vai ajudar na readaptação à rotina.

3. Não sofra por antecipação

Férias são para descansar. Tente relaxar, mesmo nos últimos dias. Evite ficar pensando no que deve fazer ou em problemas que terá ao retornar para a empresa.

Nada de ficar mandando mensagens ou ligando para colegas, querendo saber o que está acontecendo no escritório. É importante ficar desconectado para recuperar a energia.

4. Conforme-se com o primeiro dia

O primeiro dia é de adaptação e observação. "Você não vai fazer nada. Não adianta querer mostrar serviço", afirma Jaques Grinberg Costa. Admita que está enferrujado, precisa se readaptar e se familiarizar com o que está acontecendo na empresa.

5. Converse com o chefe

Uma conversa com colegas  e, principalmente, o chefe, é importante para voltar aos trilhos. Em 20 dias ou um mês, muita coisa pode ter mudado, como o surgimento de novos projetos.Entenda o que o chefe quer e quais são as suas prioridades nesses primeiros dias de trabalho.

*Fonte: Uol

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

DeVry Brasil Junior ESPRO America Sidel Alphaprint Decathlon Grupo Flytour Rocket Brasil Máquinas Lachmann Covidien Par Corretora de Seguros Damásio Grupo Libra
http://www.propay.com.br/