Gente&Conteúdo

05/05/2014

Mães que trabalham são mais felizes que as donas de casa

Mães empregadas tem a saúde melhor e menos sintomas de depressão do que as mães que são donas de casa. As mulheres que ficam em casa, muitas vezes, passam a impressão de um estilo de vida perfeito, com todo o tempo do mundo para cuidar dos filhos.

Mas não é o que aponta um estudo realizado na Universidade da Carolina do Norte. Segundo o
 Mail Online, pesquisadores entrevistaram 1364 mães logo após o nascimento de seus filhos e os acompanharam em mais de uma década. Eles reuniram mais de 10 anos de dados e os resultados foram publicados na edição de dezembro da American Psychological Association's Journal of Family Psychology.

Em todos os casos tiveram diferenças significativas no bem-estar materno, como o conflito entre trabalho e família ou paternidade. Segundo o estudo, não houve diferenças nos sintomas gerais de saúde ou depressivos entre as mães que trabalhavam meio período e aquelas que trabalhavam em tempo integral.

A análise descobriu que as mães empregadas em meio período eram tão envolvidas na escola de seus filhos como as mães que ficam em casa, e muito mais envolvidas do que as mães que trabalhavam em tempo integral. Além disso, as mães que trabalham meio período apareceram mais sensíveis do que as que ficam o dia inteiro fora.

*Esta matéria foi publicada no Site Terra.com

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Sabó Lachmann Junior Sidel Diversey Brasil Máquinas Covidien GS1 Alphaprint Nidera Pamcary Damásio Valeo Canal Rural Grupo Flytour
http://www.propay.com.br/