Gente&Conteúdo

15/06/2012

Diabetes: Prevenção ainda é o melhor caminho

Pesquisa feita pela Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), divulgada pelo Ministério da Saúde neste último mês indica que 5,6% da população adulta brasileira apresenta diabetes. A doença se mostra mais comum na população feminina, 6% das mulheres são afetadas.

Nos dias atuais a diabetes está associada ao excesso de peso, outro percentual crescente no Brasil. Não apenas relacionada à obesidade, a diabetes também pode ser hereditária ou provocada por infecções virais, sedentarismo, tabagismo e dieta baseada em gorduras. A doença crônica é responsável por 72% das mortes no Brasil.

Apesar desse cenário, na vida adulta a diabetes não deve atrapalhar o rendimento profissional no trabalho, esse tipo de doença crônica necessita de um tratamento especial.

Dois papéis

Para que o bom rendimento ocorra, as empresas também possuem um papel fundamental, elas precisam preocupar-se com a saúde de seus profissionais a fim de evitar situações que gerem faltas decorrentes de tratamentos, internações ou afins. Para isso, ter um mapa da saúde dos profissionais diagnosticado é recomendado.

Uma opção para se evitar diabetes ou qualquer outra doença crônica é indispensavelmente a prevenção ainda quando se é jovem, segundo Cristiane Penaforte, consultora técnica do Ministério da Saúde e palestrante do seminário Promoção de saúde nas Empresas-FECOMERCIO realizado dia 11/06 ”, é na época da adolescência que as pessoas estão formando seus hábitos e é o momento certo de você interferir para evitar tais doenças”.

As organizações devem colaborar promovendo a saúde por meio da participação ativa de seus profissionais no que se diz respeito a saúde. “A prevenção e a promoção da saúde são essenciais, entretanto, já vencemos aquela fase de achar que só isso é fundamental, agora temos que praticar”, afirma Renato Veras, Diretor da UnATI da Universidade do Rio de Janeiro também palestrante no evento, sobre a importância de se por em prática o discurso e a teoria.

Aderir à prevenção de doenças crônicas é a melhor estratégia custo-benefício para as empresas. Ter cautela com relação às enfermidades de seus profissionais é bem mais eficaz e barato para as empresas, do que arcar com internações, faltas ou atrasos do profissional em decorrência de tratamentos, gerando sinistralidade.

Pensando por este lado, vale uma sugestão ao RH: incentive seus profissionais a administrarem a sua saúde, uma vez que a conta é paga pelos dois lados, profissional e empresa a melhor ação é a prevenção.

*Equipe de conteúdo ProPay
 

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Sidel Mercedes Benz Alphaprint Crown DeVry Brasil Valeo Brasil Máquinas ESPRO America Rocket Covidien Decathlon Grupo Libra GS1 Soter
http://www.propay.com.br/