Gente&Conteúdo

14/01/2014

7 tendências em tecnologia para RH

Neste contexto, a especialista em Tecnologia e Gestão de Pessoas Rosemeire Megan Biro listou 7 fortes tendências em tecnologia para empresas e RHs no ano de 2014:

1. Há uma distância muito grande entre quantidade e qualidade

O tempo todo, as empresas estão sendo inundadas com ferramentas tecnológicas que prometem inovação e retorno rápido, e muitos líderes e departamentos de RH que adotaram essa ideia, acabaram descobrindo mais tarde, depois de gastar tempo e dinheiro, que algumas destas práticas são uma combinação terrível para as suas organizações. Este ano, então, torna-se primordial a seletividade. Ao invés de perguntar”Será que essa tecnologia é realmente incrível?”, a questão-chave é “Esta tecnologia será realmente útil para nós?”.

2. O número de tecnologias “inovadoras” para RH irá diminuir

Estamos na segunda década da revolução do computador, o que de fato mudou a maneira como vivemos e trabalhamos. Porém, até mesmo algo tão épico como o computador pode atingir os seus limites. O que presenciaremos a partir de agora é o refinamento e redirecionamento das tecnologias para determinados núcleos. É necessário tomar cuidado com os vendedores que tentam impressionar com exageros e apresentam produtos muito complicados. Procure tecnologias inteligentes e simples, que sejam de fácil utilização e proporcionem resultados direcionados.

3. É tudo questão de prática

Ignore todos os sinos, as luzes brilhantes e gráficos bonitos. No fim das contas, a facilidade no uso, os dados inteligentes e a construção de boas equipes é o que gera resultados. Menos é mais. O resto é desperdício de tempo.

4. Analytics é o molho especial

Softwares de inteligência analítica permitem que dados relevantes sejam coletados e compartilhados entre os departamentos com facilidade e consistência. Através deles, todos podem ter acesso à mesma página, falando a mesma língua. São ferramentas fantásticas para o RH, pois a empresa inteira fica sabendo o que está acontecendo – o bom, o estranho, o incrível e o que gera dúvidas em toda organização.

5. Redes sociais continuam a crescer em importância

As redes sociais tiveram uma grande expansão no último ano. Dentro e fora das organizações, estes novos meios de comunicação propiciam o engajamento entre os profissionais, além de posicionar a marcar numa relação mais próxima. Vale a pena continuar investindo e utilizando de forma positiva.

6. Softwares de acompanhamento profissional

Sim, já inventaram ferramentas que permitem a monitoria contínua do desempenho dos profissionais no trabalho. Entretanto, é preciso ter cuidado: o monitoramento em tempo real dá ao RH e aos líderes a possibilidade de fazer boas escolhas e eliminar as pessoas que não se adaptam à empresa, mas o bom senso é necessário.

7. Mobile, Mobile, Mobile

Há uma nova geração de talentos surgindo que  vê 
desktops como uma relíquia. O mundo está crescendo cada vez mais e exigindo mais mobilidade, e para alcançar o profissional dinâmico, os RHs precisam quebrar tabus burocráticos do passado e incorporar ao DNA o espírito de aplicativo: ter design amigável e facilidade de uso. Só assim as chances de chegar onde o talento está aumentam – e nos tempos atuais, você o encontrará no celular.

*Esta matéria  foi publicada no Site da Catho

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Grupo Flytour Lachmann Soter Sidel Valeo Damásio GS1 Rocket Brasil Máquinas Covidien Decathlon Par Corretora de Seguros Alphaprint Canal Rural Sabó
http://www.propay.com.br/