Gente&Conteúdo

23/04/2012

Como inovar no operacional do RH

Cada vez mais, a área de Recursos Humanos tem se tornado estratégico para as empresas, prestando serviços para os profissionais, considerados os clientes internos das companhias. Por ser uma área que gera negócios, já que é capaz de atrair, engajar, reter talentos e, mais ainda, ajudar a criar e a realizar o sonho de cada indivíduo daquela organização, o setor deve ser capaz de mensurar os resultados obtidos.

Antes de tudo, o profissional de RH deve abstrair de uma visão míope da área e ir além. Como em todas as outras áreas o perfil mais procurado pelas empresas é daquele profissional capaz de pensar estrategicamente o negócio e agregar valor para a companhia. Para isso, é preciso estruturar da melhor forma o trabalho operacional para conseguir pensar na estratégia e no planejamento do RH. Por isso, deixo algumas dicas de como inovar na operação, deixando-a mais ágil, dinâmica e eficiente:

- Crie mecanismos para melhorar a comunicação com os profissionais da empresa. O que muitos profissionais do RH fazem é investir em lindas revistas, mas esquecem o básico da comunicação interpessoal, que é a conversa feita pessoalmente. Nada mais gentil que ir até o colega e ouvi-lo. É a partir de uma simples ação como essa, que surgem ótimas ideias.

- Deixe de lado as reuniões infindáveis e chatas. Torne-as rápidas e motivadoras. Ninguém aguenta ficar mais do que cerca de meia hora em uma sala, realmente concentrado. As reuniões precisam ser mais ágeis e engajadoras.

- Crie treinamentos diferentes. Apresentações e exercícios devem ser dinâmicos e atrair a atenção da equipe. Caso contrário, nenhum conteúdo será retido. Provoque!

- Valorize e ajude toda a empresa a conhecer os projetos que deram certo, os profissionais que mais se destacaram as ações que ajudaram a reduzir custos, entre outros. Afinal, todo mundo gosta de ser parabenizado.

- Avalie. Ninguém cresce sem um feedback. Por mais que muitas pessoas achem esse processo chato, ele é extremamente importante e ajuda os profissionais a identificarem os pontos fortes e fracos, o que pode melhorar e por qual caminho deve seguir para crescer na empresa.

- Brainstorming, sim! Isso estimula os profissionais a terem ideias inovadoras, a participarem de outras áreas, a proporem soluções e melhorias e, o principal – engaja o time.

- Por mais óbvio que pareça, use e abuse da tecnologia. Ela veio para ficar e ajuda a tornar todo o processo de RH mais rápido. A Intranet, por exemplo, permite aos profissionais acompanhar de perto sua situação na empresa. São investimentos que valem à pena, ajudam a minimizar os riscos de erros e o profissional de RH consegue ter mais tempo livre para pensar em estratégias.
Esses são apenas alguns exemplos de inovações simples na operação do RH, mas que ajudam – e muito – no dia a dia do profissional da área e permite que o tempo dessa pessoa seja otimizado, de modo que possa agregar mais valor para a companhia.

Em um cenário de incerteza e de mudanças bruscas, como o que estamos vivendo, nada melhor do que projetar o futuro e pensar estrategicamente.

*Sandra Lucena Souto é diretora de RH, Marketing e Novos Negócios da ProPay.

Clientes

Conheça quem hoje faz a história da ProPay ser um sucesso.

Nidera Brasil Máquinas Par Corretora de Seguros Sabó Pamcary ESPRO Alphaprint Rocket Covidien Diversey Mercedes Benz Soter America Sidel Canal Rural
http://www.propay.com.br/